Arquivo

Posts Tagged ‘computadores’

Geração “vagalume”

Desde que cheguei na rodoviária fiquei reparando em algumas coisas que estavam (e estão) ao meu redor. Passei horas observando o quanto as pessoas verificavam seus celulares em busca de ligações e mensagens não recebidas. É engraçado, porque isso acontece com tamanha frequência que parece até mesmo TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) generalizado.

Todas essas pessoas parecem estar esperando por algo… que nem mesmo elas sabem o que é; basta alguém tirar o celular do bolso e olhar, para outro ver e fazer o mesmo. Parece até mesmo quando alguém boceja na sua frente e você também acaba tendo essa vontade…

A surpresa disso tudo foi ao entrar no ônibus e ver que suas luzes estavam todas desligadas, mas as “luzinhas” de cada pessoa se mostravam em meio aquela escuridão; eram celulares, mp3 players, PDAs, notebooks, alguns inclusive conectados à internet. Entrei em um ônibus que tinha tanto upload e download de informação sendo feito que se comparado a 20/30 anos atrás essa mesma quantidade de informação era acessada apenas em um ano de tráfego.

As pessoas escreviam dali de dentro daquele ônibus seus pensamentos, suas emoções, frustrações, mostravam seus projetos, suas músicas favoritas, escreviam cartas para pessoas queridas, enviavam e-mails, atualizavam seus twitter(s), faziam compras e transformavam suas longas horas de viagem em muito mais do que uma noite de sono; elas traziam para suas noites a capacidade de mostrar ao mundo seu pensamento de tudo o que estava em sua volta.

E isso é incrível! Confesso que existe dezenas de pontos negativos, que eu NÃO pretendo enumerá-los, em se ter um público ávido por inovações, mas a capacidade de informação que conseguimos nessas últimas décadas tem se mostrado muito mais positiva do que negativa para o “pensar” do ser humano.

Foi então que percebi que a minha geração Y conhecida pelos avanços tecnológicos e prosperidade econômica, poderia também ser nomeada de geração vagalume. Em meio a escuridão, surgimos com nossas telas LCDs, realizando tarefas múltiplas e cultivando nosso ócio de uma maneira criativa.

P.S.: Me desculpem pela demora para postar algo novo é que foram muitos feriados e também muita gripe para ninguém botar defeito, que inclusive me prejudicou em algumas provas que precisarão ser recuperadas mais tarde. Mas… coisas da vida.

Design gráfico

julho 26, 2008 1 comentário

Há um tempo atrás, coisa de dois ou três anos, eu trabalhei (arranhava para ser sincero) com design, cheguei até mesmo tirar um dinheirinho extra com isso, mas eu fiz a [b]besteira[/b] de abandonar e nunca mais estudei sobre as ferramentas que eu utilizava. Ou seja, acabei perdendo a prática, óbvio.

Não estou dizendo que eu deveria ter seguido carreira nisso, só que eu poderia ter estudado paralelamente sobre design, já que eu gostava (ainda gosto) e conseguia trabalhar bem com as ferramentas. Diversas vezes, alunos do Ensino Médio deixam passar algo que eles ‘levam jeito’, não só por falta de maturidade mas também por falta de incentivo. Posso estar sendo injusto, mas penso que o papel da escola é justamente reparar naquilo que o aluno é bom e tentar incentivá-lo.

Bom… não me lembro ao certo qual foi o motivo para eu ter parado (acho que não houve um), mas hoje eu teria continuado a estudar design gráfico como algo complementar. No mais, recomendo aos alunos que vem aqui ler o blog, dedicar um pouco do tempo para algo que é ‘natural’ seu: desenho artístico, programação, facilidade para consertar aparelhos eletrônicos, etc. O mínimo que poderá acontecer é você ter aprendido algo interessante…

Mas voltando…

Aproveitei nessas férias para reaprender sobre as ferramentas e pretendo ir voltando aos poucos fazendo algo aqui e acolá, vou tirar algumas horinhas para estudar design gráfico, vamos ver no que dá.

Nessas semanas que passaram fiz alguns cartões de visita e até tirei um dinheirinho para as férias com isso. Com o tempo vou voltando a fazer as capas de trabalho, wallpapers, cartazes de propaganda, etc.

Se sobrar tempo, já que as próximas semanas serão corridas, postarei alguns desses trabalhos que fiz.

Caso tenham interesse nesse meu trabalho, fiquem a vontade para entrar em contato:

Photobucket

Como usar um computador

junho 9, 2008 2 comentários

Como não tenho o que falar, vou dar algumas dicas (fazer piadas) de ‘como’ usar um computador. Parece engraçado — e realmente é — mas algumas pessoas ainda não sabem (ou fingem não saber :-P).

Primeira lição: Computador não bebe

É isso mesmo caros leitores, o seu computador NÃO precisa de refrigerante (ou cerveja) nem de água e muito menos daquele cafézinho da tarde. Portanto, evitem trazer quaisquer dessas bebidas para perto dele, pois parece incrível, ele tem atração por todas elas.

Segunda lição: Computador não come

Assim como eles não precisam de bebida, também não precisam de comida. Garanto que alguns leitores já devem estar se perguntando: Mas nem aquela bolachinha?

Pois é, ela também não.

As “migalhas” das bolachas (dos biscoitos, amendoins, etc.) se alojam dentro do teclado — lembra aquela limpeza no teclado que se encontra de “tudo”..? — ficando ‘aquela’ porqueira.

Isso para não falar das formigas que adoram uma migalhinha…

Terceira lição: Usar X Gostar

Eu divido as pessoas [que usam computadores] em dois grupos: aquelas que GOSTAM do computador e aquelas que gostam de USAR o computador.

Leitores: “Qual a diferença!?”

Aquelas que GOSTAM, tratam “com carinho” seu computador: limpam as peças de mês em mês, atualizam o sistema, anti-virus, organizam as pastas, prestam atenção ONDE estão clicando, etc.

São cuidados básicos para se ter um sistema funcionando corretamente. Afinal [ainda não conheço] nenhum sistema se auto-atualiza-limpa-organiza. 😛

Cuidados como esses não podem ser deixados SEMPRE para amanhã.

Pode parecer chato, mas há uma enorme diferença entre você gostar de computador e gostar de usar o computador. E vou ser sincero, estes sofrem muito mais do que aqueles, pois sem atualização um sistema fica ‘lento’ e mais sujeito a ‘travadas’ indesejadas.

Coloco essas três licões-piadas como fundamentais para um bom funcionamento do computador.

[]’s

PS: Pretendo de noite fazer uma geral sobre o que foi tratado na WWDC (Worldwide Developers Conference 2008).