Início > Artigos, Pensamentos Aleatórios > Abaixe suas “armas”.

Abaixe suas “armas”.

Grande parte da minha tarde passei lendo sobre grandes executivos e inclusive sobre mercado, enfim, por uma consequência googleana, fui redirecionado a Tribo do Mouse que possui pelo que pude perceber bons textos. Um dos textos possui um conto que me chamou muita atenção e faço questão de compartilhar.

Um conto apócrifo, muito bonito, conta que pai e filho estavam em um banco em frente a residência onde o pai morava. O pai, já com 80 anos, se encontrava um pouco senil. O filho, com seus 50, tentava ler um romance. O pai, após ouvir um som estranho, indaga:

– O que foi isso, filho?
– É só um pássaro pai, responde o filho, percebendo que um pássaro com um canto não muito comum estava nas redondezas.

Passam-se alguns segundos e o pai pergunta novamente:
– O que é isso, filho?
– Pai, já lhe falei, é só um pássaro!

Mais alguns segundos se passam e o pai volta-se novamente para o filho:
– Mais o que é isso filho?

Completamente irritado por não conseguir ler nenhuma linha do seu romance, o filho dirigi-se ao pai aos berros, já completamente fora de si:
– PAI, JÁ FALEI QUE É UM PÁSSARO. PÁ-SSÁ-RO. ENTENDA! PÁ-SSA-RO! QUE MERDA!

O velho levanta da cadeira lentamente e vai em direção a sua casa, desolado. O filho, ciente que passou a linha, fica chateado, não sabe bem o que fazer. Um minuto se passa e o pai volta, senta-se ao lado do filho e lhe entrega um caderno velho aberto em uma determinada página e pede para que o filho leia. Este, sem entender muito, começa a ler em voz alta:

“Hoje estou no parque com meu filho que acaba de fazer aniversário de 4 anos Ele me perguntou 21 vezes ‘o que é aquilo’, apontando para um pássaro que estava perto de nós. Nas 21 vezes respondi com paciência e bom-humor o que era e como ele se movimentava. A cada vez que respondia, abraçava meu filho e dizia que o amava muito. Foi um lindo final de dia, pois aprendi muito sobre paciência e bom-humor.”

O filho, após ler a passagem, com lágrimas nos olhos, olha para seu pai, buscando perdão.

Anúncios
  1. Akothirene
    janeiro 21, 2011 às 11:00 pm

    legal dessa passagem que nos faz pensar em nossos atos, esses mtas das vezes cm nossos papys ou amigos…
    =D

    • fevereiro 3, 2011 às 1:43 pm

      Na verdade essa passagem nos remete a dezenas de pensamentos, não só o explicito no texto, mas também o implicito.

  2. Iris Cristinna
    janeiro 23, 2011 às 3:18 am

    Por sua culpa e desse site, fiquei acordada por mais uma hora lendo os outros textos! ahsusahhsua

    Você já sabe o que achei a respeito desse trecho 😀

  3. Iris Cristinna
    janeiro 23, 2011 às 3:19 am

    Ps.: eu juro que visitei seu blog hoje e não vi esse post. T_T’

  4. R.
    janeiro 31, 2011 às 11:36 am

    infelizmente nos dias de hoje, predomina mais a impaciencia e, claro, a falta de respeito com as coisas vivas.
    eu me pergunto, cada vez que saio da toca para andar aleatóriamente, quantas vezes as pessoas que passam por mim olham ao redor, com os olhos realmente abertos.
    eu estive lendo uma matéria sobre os jovens executivos do mundo e do brasil, e vi que ao mesmo tempo que a impaciencia e a arrogancia os levam adiante, tbm se torna a causa de sua queda.
    e não o ditado ‘quanto maior a altura, maior o tombo’.
    o texto é lindo e utópico.

    quando abrimos os olhos e a mente, então realmente, as coisas se tornam mais claras e bonitas. ‘-‘

    • fevereiro 3, 2011 às 1:42 pm

      Gostaria de ler essa matéria antes de fazer alguma crítica, você tem o link para ela?

  5. R.
    fevereiro 11, 2011 às 1:03 pm

    Infelizmente eu não tenho, li numa revista da Gloss, e embora tenha sido uma ótima matéria, eu nem guardei…

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: