Início > Literatura, Poesia > Poesia #4: Simpatia de Casimiro de Abreu

Poesia #4: Simpatia de Casimiro de Abreu

Simpatia, é o sentimento
Que nasce num só momento
Sincero, no coração;
São dois olhares acesos
Bem juntos, unidos, presos
Numa mágica atração

Simpatia, são dois galhos
Banhados de bons orvalhos
Nas máquinas do jardim
Bem longe, às vezes nascidos
Mas que se juntam crescidos
E que se abraçam por fim

São duas almas bem gêmeas
Que riem no mesmo riso
Que choram nos mesmos ais
São vozes de dois amantes
Duas liras semelhantes,
Ou dois poemas iguais

Simpatia, meu anjinho
É o canto do passarinho
É o doce aroma da flor
São nuvens dum céu d’agosto
É o que inspira teu rosto…
Simpatia… é quase amor!

Anúncios
Categorias:Literatura, Poesia
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: