Início > Artigos, Literatura, Pensamentos Aleatórios > Você pode fazer a diferença

Você pode fazer a diferença

Era uma vez um escritor que morava numa praia tranqüila junto a uma colônia de pescadores. Todas as manhãs ele passeava à beira-mar, para se inspirar, e de tarde ficava em casa, escrevendo.

Um dia caminhando na praia, ele viu um vulto que parecia dançar. Quando chegou perto, era um jovem pegando na areia as estrelas-do-mar, uma por uma, e jogando novamente de volta ao oceano.

Por que você está fazendo isso? – perguntou o escritor.

Você não vê? – disse o jovem. – A maré está baixa e o sol está brilhando. Elas vão secar no sol e morrer se ficarem aqui na areia.

Meu jovem, existem milhares de quilômetros de praia por esse mundo afora e centenas de milhares de estrelas-do-mar espalhadas pelas praias. Que diferença faz? Você joga umas poucas de volta ao oceano; a maioria vai perecer de qualquer forma.

O jovem pegou uma estrela na areia, jogou de volta ao oceano, olhou para o escritor e disse:

Para essa eu fiz a diferença.

Naquela noite o escritor não conseguiu dormir nem se quer conseguiu escrever. De manhãzinha foi para a praia. Reuniu-se ao jovem e juntos começaram a jogar as estrelas-do-mar de volta ao oceano.

PS: História contada a mim quando eu estava na quarta-série por uma professora de Artes que até hoje admiro muito e sou amigo.

Anúncios
  1. julho 21, 2010 às 2:58 pm

    Amigo, que gracinha essa história.
    Adoro quando você escreve
    Um beijão

    • julho 26, 2010 às 11:56 am

      Realmente acho essa história sensacional e foi parte da educação infantil que tive, então acho muito importante. 🙂

  2. R.
    julho 22, 2010 às 9:03 am

    e então isso leva a questão de sempre, pra quem mais podemos fazer a diferença?
    um sorriso, um gesto, uma palavra, tanto pode nos fazer descer como pode nos fazer subir.
    Ou, pode não fazer diferença alguma.
    M as ainda assim, vale tentar, vale a pena sempre, acreditar. nunca saberemos se fizermos a diferença ou não, sabemos apenas que tentamos.
    gosto de ler suas idéias, suas palavras, de sua autoria.
    espero que possa ler mais em breve.

    • julho 26, 2010 às 12:03 pm

      Na verdade R. se fizéssemos a diferença para nós mesmos já seria uma grande coisa. Não digo que é para pensar com egoismo, mas se mudássemos constantemente a nossa forma de enxergar o mundo e corressemos atrás de nossos sonhos constantemente, talvez já estaríamos fazendo muito por alguém mesmo sem saber.

      Arrumar o mundo sem antes arrumar o próprio quarto é algo totalmente incoerente. 🙂

      Enfim, claro que se estiver ao seu alcance ajudar alguém a sorrir, não deixar para fazer isso amanhã é muito importante.

      Abraços!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: