Arquivo

Archive for fevereiro \26\UTC 2007

Coisitas do dia

fevereiro 26, 2007 2 comentários

Fiquei de colocar alguns links interessantes que estava lendo, então vou fazer o seguinte; colocar alguns tópicos da Comunidade de Física e logo em seguida links de algns blogs, e sites. Assim, a organização fica melhor. E só para lembrar, os links da comunidade é preciso cadastro no Orkut para visualizar.

Evasão no curso de Física (Tópico muito interessante, com ótimas ‘explicações’ à respeito, aproveite e veja o link; A idolatria do diploma, apenas para ficar mais rápido, pois o link está contido no tópico)
Entrevista com Daniel Tausk, matemático
Os físicos e o novo mundo
Peer review/Acesso Aberto/Ciência e Internet
Pesquisa: Você usa algum tipo de blog?
Sistema de Ensino
Sobre o Stoa (Falando um pouco sobre o Stoa, vale a pena conferir)
Física em Universidade americanas (Tópico muito interessante)

O restante:

Educação para um mundo díficil, Bertrand Russell (Uma ótima leitura indicada pelo Tom, vale muito a pena ler)
Porque os pássaros não levam choque? (Ótima leitura sobre esse assunto, indicada na comunidade pelo Mateus)
Em especial o post ‘Uma questão de fé’ (e aproveitando o embalo leia também A pseudociência nas Universidades brasileiras)
É possível fazer bom jornalismo na ciência
Para Science, solução de problema matemático é maior avanço do ano
José Ephim Mindlin, novo imortal (Veja também; José Mindlin , José Mindlin – Membros da ONMC)

Acho que não esqueci de nenhum. Boa noite ao pessoal, e ótimo “início” de semana para todos.

[]’s

Anúncios

Orientações

fevereiro 25, 2007 1 comentário

Boa tarde para o pessoal.

Hoje acabou horário de verão, ou seja, acabou a mordomia de ir para escola quando ainda estava escuro e não muito quente. Por falar nisso, por aqui está parecendo a sala de espera do capeta, de tão quente.

Essa semana, pensei em alguns assuntos para colocar no blog, e ontem conversando com uma amiga, optei por deixar algumas dicas de estudo. Vou fazer da seguinte maneira, vou falar meu método de estudo, e logo em seguida, coloco alguns links com ‘dicas’ que encontrei pela internet. Espero que seja útil para alguém.

O que eu faço é o seguinte, depois de ter assistido as aulas na escola; chego em casa, almoço, dez minutos cronometrados de descanso, geralmente o suficente para ouvir uma boa música para relaxar. Passado esses dez minutos, começo a organizar os livros e materiais que vou usar de acordo com os tópicos tratados no dia (essa organização poupa um trabalhão).

Terminada a ‘organização’ e escolhida uma matéria, começo a ler a teoria, faço a leitura do livro-texto e em seguida a leitura de um livro, como um complemento. Em seguida, dou uma retomada nos conceitos oralmente, e tento encaixar aquilo que li com outras matérias [quando é possível] ou mesmo com algo que já aconteceu no dia-a-dia, feito isso, escrevo os principais conceitos em uma folha (resumo), e depois passo para a resolução de exercícios.

Sinceramente, nunca parei para fazer uma média de quantos exercícios resolvo por dia, faço até achar que é o suficiente. Se é uma matéria complicada, mais exercícios.

Estudo três matérias por dia, com pausas entre elas. Dependendo, não consigo seguir essa rotina, então jogo algumas matérias para o sábado.

Terminado a resolução dos exercícios e quando tenho tempo, venho para o computador, leio as notícias do dia. E procuro algo relacionado a matéria que aprendi, ou alguma curiosidade.

Domingo, na maioria das vezes, evito os livros escolares. Fico na frente do computador, ouvindo uma boa música, lendo algo relacionado a minha área (computadores), vejo um filme ou então leio um livro “diferente”.

E claro, tenho meu lazer; academia, sair com os amigos para conversar, ótimas conversas de mesa com meus pais, etc.

Alguns links:

Brasil Escola – Dicas de estudo
Sua Pesquisa – Orientações de Estudo
Pesquisa Escolar – Guia do Estudante (Esse, não olhei a fundo para saber se as dicas são realmente boas)

[PS]: De orientações e dicas acho que é só. Se eu conseguir organizar tudo por aqui, mais tarde faço outro post com alguns links interessantes que estou lendo.

Coisitas da semana

fevereiro 17, 2007 2 comentários

Nesse post, vou fazer um apanhado de coisas que li durante a semana; notícias científicas, políticas, e-books, entrevistas, etc.
Vou deixar uma opinião minha sobre algumas notícias “políticas”. Portanto, segurem a calça que talvez esse post vai ser grande.

As notícias, pretendo organizar das mais novas para as mais velhas.

Carbono no fundo do mar
Olho biônico pode chegar ao mercado em dois anos
Físicos já planejam o novo megacolisor de partículas
Robert Adler, inventor do controle remoto, morre.
eDRAM, memórias mais rápidas do mundo (Veja também; Intel mostra nova geração de transistores e IBM afirma que também sabe fabricar os novos transistores
Admirável pequeno mundo (Esse ainda não consegui ler, só consegui fazer um leitura por cima)
Motor quântica poderá gerar mais energia do que consome (Veja também; Demônio de Maxwell e Construção de nanomáquina conhecida como Demônio de Maxwell)
Álcool brasileiro pode ser alternativa energética mundial”
Memória molecular de altíssima densidade abre caminho para computadores moleculares (Veja também; Computador de DNA
Criação em Computação

Algumas razões para ser um cientista (É um livro em .pdf, editado pela CBPF; vale muito a pena ler)

Mudando o foco…

Ética em Ciência e Tecnologia
Inovar para Competir, Carlos Henrique de Brito Cruz
Governo estuda trocar dívida de universidades por bolsas
Vizinhos de SP têm pior Ensino Público
Lula e o motel educacional
Aluno do Ensino Médio tem o pior desempenho em DEZ anos
MEC planeja criar 680 mil vagas nas Universidades federais (Veja também; Equação Complexa)

Por último, gostaria de parabenizar o Ivan Shestakov, professor do IME-USP, pelo seu prêmio recebido pela Sociedade Norte-Americana de Matemática, pela criação de um algorítmo que comprovasse a conjectura de Nagata, problema de análise de polinômios que persistia desde 1972. (Veja mais em; Enigma desvendado

E para “encerrar”, vou deixar um link para entrevista do Daniel Doro Ferrante, que está acontecendo na Comunidade de Física do Orkut.

[PS]: Talvez eu tenha esquecido de alguma notícia importante, mas é que foram tantas que eu li que acabei esquecendo de algumas.

Agora, minha opinião…

Essa semana recebi a seguinte frase: “O número de instituições não é exagerado em comparação com o número de profissionais capacitados para garantir a qualidade de ensino de que o país precisa?, então resolvi escrever um pequeno pensamento sobre.

A proliferação de instituições educacionais pelo Brasil, têm se tornado uma solução utópica para um mercado desumano e concorrido; esquecendo que quantidade não é sinônimo de qualidade. A exigência de alguns pré-requisitos, deveria ser fundamental, para proporcionar um ambiente adequado e com equipamentos necessários para o aluno.
Se essa disseminação fosse sinal de melhora, diversos problemas em nossa educação, e na falta de empregos, já estariam parcialmente resolvidos, quando na verdade, não é o que ocorre.

O que se percebe, é que a criação dessas instituições pelo Brasil, se tornou uma arma política e administrativa. Em que os governantes “fingem” estar resolvendo problemas na educação do país, e nós acreditamos cegamente. Quando na verdade, essa medida não passa de um “tapa buracos”, para não enchergarmos onde está a raiz do problema; no ensino básico brasileiro. Lugar de onde diversas crianças e adolescentes, saem como analfabetos funcionais, não conseguindo desenvolver habilidades de interpretação.

A partir do momento que começamos a discernir o exagerado número de instituições, nós fazemos as seguintes perguntas – “Não são instituições demais, para poucos profissionais qualificados?” – “Qual seria o dinamismo e a flexibilidade dessas instituições, nas matérias cursadas durante a graduação?”. E então, percebemos que a falta de profissionais qualificados para exercer função de educador; é diretamente proporcional ao grande número de instituições que jogam no mercado, uma verdadeira autopropagação, onde o professor finge que explica e os alunos fingem que entendem.

Cinemática

fevereiro 17, 2007 Deixe um comentário

Acredito que sempre a pergunta inicial seria; “Afinal de contas, o que é cinemática? O que ela estuda?”

Cinemática, do grego Kinema, é a parte da Física que tem por objeto o estudo do movimento (kinema) dos corpos sem levar em conta os agentes que o produzem ou mantêm. O movimento de um corpo como um todo pode ser estudado através da observação do comportamento de apenas um ponto. Nesse caso, o corpo é um ponto material>. Movimentos de corpos que podem ser considerados pontos materiais; concentram-se na verificação de posições sucessivas de pontos isolados.
Não é possível afirmar se um ponto material está em repouso ou em movimento, sem antes escolher um corpo como referencial[1].

Para ficar mais fácil, vou utilizar um exemplo; um carro trafegando em uma estrada, está em movimento em relação a uma árvore, e em repouso em relação ao motorista.

Uma curva traçada unindo posições de um ponto material, em relação a um certo referencial, recebe o nome de trajetória. Não confundir TRAJETO com TRAJETÓRIA.

Diferenças;

Trajetória: linha percorrida por um corpo em movimento.
Trajeto: espaço a ser percorrido.

Feito isso e tendo uma noção de posição (espaço), podemos partir para deslocamento escalar (Δx); que indica mudança de posição em um dado intervalo de tempo.

Tratando um pouco sobre velocidade[2]; vamos tomar como exemplo um carro que percorre um trecho com velocidade variável e que se desloca 100km em 2 horas. Dividindo seu deslocamento pelo tempo, obtemos 50km/h. Mas, em nenhum momento essa velocidade quer dizer que o velocimetro marque sempre 50km/h, afinal, ela é variável. Em alguns trechos, a velocidade estará acima de 50km/h, em outros estará acima, e assim por diante. O que podemos dizer é que a velocidade média é de 50km/h. Isso quer dizer, que se o carro estivesse se movimentando a uma velocidade constante de 50km/h, percorreria os mesmos 100km em 2 horas.

[PS]: Acho que o básico está ai, infelizmente esse resumo ficou parado algum tempo por aqui, o que significa que posso ter esquecido alguma coisa. Qualquer erro ou dúvida, comments. 🙂

Mais tarde coloco algumas notícias, leituras, etc…

[1] Referencial
[2] Velocidade

Categorias:Artigos, Física

Desculpas…

fevereiro 14, 2007 Deixe um comentário

Como devem ter reparado, marquei de colocar um ‘resumo’ sobre Cinemática, de sexta-feira até domingo, porém não o coloquei. Peço desculpas, costumo cumprir com ‘promessas’, porém as coisas complicaram por aqui; muita matéria e sem muito tempo para estuda-las. Estou recebendo uma quantidade imensa de conhecimento ao longo do meu dia, só que não consigo revisar todos os conceitos, infelizmente.

Então, não vou promoter que irei colocar o resumo de cinemática até final de semana, porque dependendo como for o término da semana, com certeza o meu final de semana será comprometido. Parte do ‘resumo’ já está pronto por aqui, vamos ver se consigo sexta-feira terminar de escrever e já colocar.

É só.

Categorias:Notícias

Coisitas da semana

fevereiro 9, 2007 Deixe um comentário

Antes de tudo, quero agradecer ao pessoal que tem visitado o blog, espero que esteja sendo útil. 🙂

Minha semana foi bem corrida, para se ter uma idéia, não tive tempo de entrar no computador para ler as notícias da semana, estou “perdido” com a quantidade de notícia “nova”[1]. Única coisa que tive tempo foi de verificar meu e-mail. Agora com essa pressão de vestibular, é realmente muito complicado arrumar tempo, alias, mais uma coisa que reclamo. As vezes queria poder dormir menos, para poder aproveitar mais minha vida, sinto que perco muito tempo dormindo.

Essa semana tive aulas maravilhosas, e ótimas discussões com professores que admiro muito. Corri atrás de um projeto que pretendo fazer nas férias (Julho), e estudei.

Bom, entre diversos assuntos que eu tinha em minha cabeça, escolhi fazer um resumo sobre Cinemática, já que considero uma parte da Física (especificamente da Mêcanica Clássica ) importante.

Entre hoje até domingo, pretendo estar postando sobre Cinemática.

[1] Excesso de Informação

Categorias:Notícias

Geometria Plana (ângulos) e Óptica Geométrica

fevereiro 4, 2007 21 comentários

Como eu disse ontem, hoje irei falar um pouco à respeito de Geometria Plana, especificamente sobre ângulos e logo em seguida, irei explicar sobre Óptica Geométrica. Então, segure-se na cadeira e vamos lá.

Acredito que alguns devem estar se perguntando, qual seria a definição de ângulo. E eu, garoto bonzinho digo; é a união de duas semi-retas de mesma origem e não colineares. E vocês, nhãm? Está bem, coloco um desenho para ficar mais fácil:

ângulo

1° — 1/360 da circunferência
1° — 60′ (um grau equivale a sessenta minutos)
1′ — 60” (um minuto equivale a sessenta segundos)

Ou seja, não devemos falar vinte e dois graus e meio, e sim, vinte e dois graus e trinta minutos (22°30′).

Acredito que agora tenha clareado a explicação. Continuando…

Agudo, o ângulo é menor que 90°; ângulo reto é igual a 90°; obtuso o ângulo é maior que 90° e o raso o ângulo é igual a 180°.

Ângulos O.P.V (opostos pelo vértice), complementares e suplementares

O.P.V, αΞβ (ângulo alpha é congruente ao ângulo beta)

Complementares, α+β=90°

Suplementares, α+β=180°

Bom, a parte de ângulos, está terminada; uma pequena revisada para lembrar de alguns detalhes. Agora, vem a parte de óptica geométrica.

Óptica Geométrica

Muitos avanço científicos só ocorreram, por causa do uso de aparelho ópticos, destinados a uma observação mais detalhada do mundo macroscópio e do microscópio. A título de curiosidade; Galileo Galilei, observou pela primeira vez a superfície da Lua por volta de 1609.

Então, o que é Luz? Luz, é tudo aquilo que sensibiliza nossa visão. Todos os corpos que emitem luz, são chamados de fontes de luz. Existe a fonte primária, um exemplo seria o sol; ou seja, emitem a própria luz. E também existe a fonte secundária, que é quem recebe luz e reemite uma parecela da luz incidente, um exemplo seria a folha de um caderno, tênis, livro, entre outros.

Princípios:

Em meios homogêneos e transparentes a luz se propaga em linha reta.
Os raios de luz são independentes.
O caminho é o mesmo, só se altera o sentido.

*Branco = Melhor refletor
*Preto = Melhor absorvedor

Vamos imaginar o seguinte; pegamos a bandeira do Brasil; e a iluminamos com a cor azul. O que era branco, ficou azul; o que era azul fica azul, e o restante fica negro, escuro, preto. De novo, só que agora, iluminamos com a cor amarela, o que era branco fica amarelo, o que era amarelo fica amarelo, e o restante fica negro, escuro, preto. E assim com todas as cores.

O principal elemento de nosso estudo é a luz, em todos os fenômenos que estudamos, devemos representar o caminho percorrido pela luz. Um conjunto de raios de luz, provenientes de um único ponto forma um feixe de luz, esses feixes são classificados segundo seus formatos geométricos.

Feixe cilíndrico, exemplo seria os raios solares (luz solar); feixe convergente, um exemplo seria a lupa; e o feixe divergente, a chama da vela seria um bom exemplo.

Quando a luz de uma fonte, atravessa um meio e atinge uma superfície, está ocorrendo um destes fenômenos ópticos; reflexão, refração, difusão ou absorção.

Reflexão da luz, também chamada reflexão regular ou especular; a luz incide em uma superfície lisa (polida) e grande parte dela retorna ao meio, mantendo uma organização entre seus raios. Também existe a reflexão difusa ou difusão da luz, atinge uma determinada superfície rugosa, e uma parte da luz absorvida e outra devolvida ao meio. A reflexão difusa ou difusão da luz, ocorre na maioria dos corpos que nos rodeiam.

Refração da luz; olhamos um peixe no aquário, o caminho percorrido pela luz de um meio para outro diferente, é denominada refração.

Absorção da luz; grande parcela da luz que atinge a superfície preta de um corpo é absorvida. Ou seja, em uma experiência mostra que grande parte da energia luminosa é convertida em energia térmica, aumentando assim a temperatura do corpo, no entanto, esse aumento não é indefinidamente (para sempre), há um momento em que o corpo entra em equilíbrio térmico com o ambiente, e sua temperatura torna-se constante. Fácil perceber isso, vista um moletom preto e fique no sol. (risos)

[PS]: Acho que coloquei a essência de óptica geométrica. Espero não ter cometido algum erro, e que isso possa ajudar alguém, para mim foi bom, dei uma revisada na matéria. 🙂

Categorias:Física, Matemática