Início > Artigos > Supercomputador

Supercomputador

Depois de alguns dias sem postar, estava viajando (até terça-feira de noite); os outros dias acabei tirando só para ler notícias. Então, vamos ao que interessa…

Não sei se vou postar os links interessantes que encontrei nesse post; ou se crio outro só para postá-los. Mas até o final eu resolvo isso…
Hoje irei falar algo que ao meu ver é muito interessante, trata-se de supercomputadores. Lógico, irei falar dentro do pouco que conheço, espero em um futuro conhecer mais (pelo menos 1%).

O que seria um supercomputador?

Um computador com altíssima velocidade (processamento e memória), e confundido com cluster, que é muitas vezes construído a partir de um aglomerado de computadores convencionais, esses vários PC’s são ligados em rede e comunicam-se através do sistema como se fosse uma única máquina. Um tipo famoso é o cluster da classe Beowulf.

Os primeiros supercomputadores foram criados por Seymour Cray, um dos fundadores da CDC (Control Data Corporation) e depois fundador de sua própria empresa (Cray Research). Este, passou sua carreira desenvolvendo computadores em larga escala. Responsável pelo desenvolvimento de sistemas que fizeram sucesso, como o CDC 1604 [1], 6600 [2] e 7600 [3]; e mais tarde veio a desenvolver a maior parte do ERA 1103, primeiro computador científico comercial.

Atualmente os supercomputadores são fabricados por empresas como NEC, SUN, IBM, HP, Apple, e o mais importante, etc.

O supercomputador MDGrape-3 da Riken, passa ocupar a posição mais desejada, o primeiro lugar. Resultado de uma parceria entre a Hitachi, Intel e NEC; o supercomputador é capaz de atingir a marca de 1 petaflop, ou seja, um quatrilhão de cálculos por segundo, marca atingida usando “míseros” 4808 processadores. A BlueGene/L (IBM) tem 130.000 processadores, e possui 1/4 da capacidade do MDGrape-3, essa liderava a lista de Top 500 de supercomputadores.

Observações:

[1] CDC 1604, na sua unidade de cálculo possuía 25000 transistores, 32768 palavras de 48bits continha sua memória de núcleos magnéticos. Cronologia da Informática
[2] CDC 6600, foi desenvolvido com dois propósitos, aplicações científicas e problemas pequenos de tempo compartilhado. Foi um dos maiores passos em direção ao desenvolvimento de supercomputadores. Arquitetura CDC 6600
[3] CDC 7600, sucessor do CDC 6600. Esse sistema atingiu a marca de 100 megaflops, ou seja, 100 milhões de cálculos de ponto flutuante por segundo.

Anúncios
Categorias:Artigos
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: